Home Multidog Filhotes de Ces de Raa, Filhotes de Cachorro  venda Multidog Filhotes de Ces de Raa, Filhotes de Cachorro  venda
Multidog Filhotes de Ces de Raa, Filhotes de Cachorro  venda Multidog Filhotes de Ces de Raa, Filhotes de Cachorro  venda Multidog Filhotes de Ces de Raa, Filhotes de Cachorro  venda Multidog Filhotes de Ces de Raa, Filhotes de Cachorro  venda Multidog Filhotes de Ces de Raa, Filhotes de Cachorro  venda Multidog Filhotes de Ces de Raa, Filhotes de Cachorro  venda
 
Home > Raças > Dogue Alemão


Padrão Oficial - Dogue Alemão

CBKC n° 253c de 10/4/94
FCI n° 235d de 10/9/92
País de origem: Alemanha
Nome no país de origem: Deutsche Dogge

APARÊNCIA GERAL: O Dogue Alemão reúne, em sua nobreza uma constituição grande, forte e bem estruturada: altivez, força e elegância. Devido a essa substância aliada à nobreza, a harmonia de sua figura a uma estrutura bem proporcionada, assim como, a peculiar expressão do seu semblante numa cabeça que impressiona o espectador como uma escultura nobre, o Dogue Alemão é o Apolo entre as raças caninas.

PROPORÇÕES IMPORTANTES: a estrutura se afigura quase quadrada, o que se observa, particularmente, nos machos. O comprimento do tronco (da ponta do esterno à ponta do ílio) para os machos, deve ser, no máximo, 5% maior que a altura na cernelha e para as fêmeas nunca ultrapassa os 10%. A altura na cernelha, mínima, para os machos, é de 80cm e para as fêmeas, mínimo, 72cm.

CABEÇA: em harmonia com a aparência geral, longa, estreita, expressividade marcante sutilmente cinzelada (principalmente na região abaixo dos olhos); arcada superciliar bem desenvolvida sem, entretanto, ser protuberante. A distância da ponta da trufa até o stop, bem marcado, é, de preferência igual à distância do stop ao occipital que é levemente marcado. As linhas superiores do focinho e do crânio são paralelas. Visto de frente, a cabeça deve parecer estreita, embora a face dorsal da cana nasal seja larga e a musculatura das faces, moderadamente marcada, jamais grosseira.

TRUFA: bem desenvolvida, mais para larga do que redonda com narinas bem abertas. Deve ser preta, com exceção da variedade Arlequim. Para esses uma trufa preta manchada ou mesmo toda cor de carne é tolerável.

FOCINHO: profundo, de preferência quadrado, com a comissura labial bem aparente. Lábios de pigmentação escura. Nos Arlequins é tolerada a despigmentação parcial ou total.

MAXILARES/DENTADURA/DENTES: mandíbula larga e bem estruturada. Dentes fortes e dentadura completa com a mordedura em tesoura (dentadura constituída de 42 dentes).

OLHOS: de tamanho médio, arredondados, melhor mais escuros com pálpebras justas. Nos Dogues Azuis admitem-se os olhos claros. Nos Arlequins, os olhos claros e cada um de cor diferente, são tolerados. As pálpebras devem ser bem ajustadas.

ORELHAS: de inserção alta, de tamanho médio, portadas dobradas e ligeiramente voltada para frente, com os bordos anteriores rente às faces. A orelha cortada deve ter a largura e comprimento proporcionais à cabeça e portadas eretas. As ninhadas nascidas após 01/01/94 somente serão admitidas com as orelhas no tamanho natural (sem ser cortada ou operada).

Nota: somente os exemplares nascidos antes da data acima referida estão isentos dessa restrição.

PESCOÇO: longo, seco e musculoso. Inserção bem desenvolvida, diminuindo suavemente em direção à cabeça, com uma linha superior levemente arqueada. Portado erguido e ligeiramente inclinado para a frente.

TRONCO
CERNELHA: é o ponto mais alto da linha superior de seu poderoso tronco. Deve ser construída com a escápula inclinada, sobressaindo da linha superior.

DORSO: curto e reto, linha superior moderadamente reta, ligeiramente descendente para a garupa caída. Lombo ligeiramente arqueado, largo, fortemente musculado.

GARUPA: larga, fortemente musculada do ílio até a inserção da cauda, levemente caída na mesma direção da linha da cauda.

CAUDA: seu tamanho alcança a ponta do jarrete. Inserção alta e larga na raíz e afinada para a ponta. Em repouso portada caída, em estado de excitação portada em leve curva em forma de sabre, porém não muito acima da linha do dorso, não podendo ficar enrolada. A pelagem longa (em escova) na face ventral da cauda é indesejável.

TÓRAX: profundidade atingindo a articulação do cotovelo. Bem arqueado, largo, com costelas bem arqueadas. Peito bem amplo com antepeito bem desenvolvido.

LINHA INFERIOR: ventre bem esgalgado; com a face inferior do tórax fazendo uma linha inferior bem delineada.

ANTERIORES
Ombros: fortemente musculados. A escápula é longa e chata, formando, com o braço, um ângulo aproximado de 100° a 110°.
Braço: forte e musculoso, bem angulado, embora um pouco longo, com o úmero de comprimento igual ao da escápula.
Cotovelos: trabalhando corretamente direcionados para a frente, bem ajustados rente ao tórax, no mesmo plano da articulação do ombro.
Antebraço: forte, musculoso e, visto de qualquer ângulo, reto.
Carpo: forte, resistente, não muito ressaltado do prumo do braço.
Metacarpo: forte, visto de frente reto e, de perfil, levemente inclinado.
Patas: arredondadas, dedos bem arqueados e bem fechados (pé de gato), unhas curtas, fortes, possivelmente, escuras.

POSTERIORES:
todo o conjunto da estrutura óssea bem revestido de musculatura forte, a garupa, a bacia, a coxa larga e bem arredondada, a anca e a coxa largas e apresentam uma impressão arredondada. Os posteriores fortes e bem angulados, vistos por trás, paralelos aos anteriores.
Coxa: longa, larga e bem musculosa.
Joelho: forte, trabalhando no mesmo plano de articulação coxo-femoral.
Perna: longa, aproximadamente do mesmo comprimento da coxa, bem musculada.
Jarrete: forte, firme e bem aprumado.
Metatarso: curto, forte, levemente angulado e boa pisadura.

MOVIMENTAÇÃO:
Harmônica, graciosa, com boa cobertura de solo, com leve oscilação, os membros posteriores vistos por trás e pela frente movimentam-se em planos paralelos.

PELE: ajustada ao corpo, bem pigmentada nos exemplares Unicolores. Nos Arlequins, a pigmentação acompanha a pelagem.

PELAGEM
CONSTITUIÇÃO: muito curta, densa, bem aderente e brilhante.
COR: o Dogue Alemão é criado nestas três variedades independentes: Dourado e Tigrado, Arlequim e Preto e Azul.
Dourado: do dourado claro até o dourado escuro. Desejável, uma máscara preta. Indesejáveis marcas pequenas brancas no peito e nos dedos.
Tigrado: cor de fundo dourado claro até dourado amarelado, com listras pretas claramente definidas e de igual espessura, na direção das costelas. Desejável máscara preta. Desejáveis pequenas marcas brancas no peito e dedos.
Branco - Manchas Pretas (Chamado Arlequim): cor de fundo em branco puro, de preferência em cada marca, manchas preto profundo, bem distribuídas sobre todo o corpo, formato irregular. As manchas acinzentadas ou amarronzadas são indesejáveis.
Preto: preto profundo, manchas brancas são permitidas; como também nos exemplares montados, se tiver o manto todo negro no dorso, as laterais, focinho, pescoço, peito, ventre, pernas e ponta da cauda podem ser brancas.
Azul: azul-aço, puro, marcas brancas no peito e patas são permitidas.
Orelha tipicamente mal portada: caindo, afastados das faces e com uma dobra, por trás, característica de temperamento fraco.

FALTAS:
Qualquer desvio dos termos deste padrão deverá ser considerado como falta e penalizado na exata proporção de sua gravidade, conforme se segue:
Aparência Geral: ausência das características sexuais definidas, falta de harmonia, muito leve ou muito pesado.
Caráter: falta de autoconfiança, nervosismo e limiar baixo de excitação.
Cabeça: falta de paralelismo crânio/focinho, cabeça de maçã, cabeça cuneiforme, pouco stop e hipertrofia muscular das faces.
Focinho: afilado, lábios pouco pendentes, lábios pesadamente pendentes, lábios esvoaçantes, nariz arrebitado e cana nasal convexa (dish-face) ou arqueada (nariz romano).
Dentadura/Dentes: qualquer falta dentária (tolerado somente a falta do P1 inferior), desalinhamento dentário, oclusão dos incisivos com mordedura em torquês e dentes muito pequenos.
Olhos: pálpebras frouxas (ectrópio), muito apertadas (entrópio); conjuntiva muito avermelhada; expressão dura; cor dos olhos amarelo-âmbar, claros porcelanizados; nos unicolores, cada olho de cor diferente e inseridos muito juntos ou afastados demais.
Orelhas: inserção muito alta ou muito baixa, porte afastado das faces ou pesadamente pendentes e orelhas cortadas de tamanho desproporcional, de maneira que fiquem mal portadas ou muito curtas.
Pescoço: curto, grosso e pescoço de cervo, muita pele solta ou barbela.
Dorso: selado, carpeado, muito longo e linha superior ascendente na direção da garupa.
Garupa: muito caída ou plana.
Cauda: muito grossa, muito longa ou curta, inserção muito baixa, muito alta acima da linha superior, portada em gancho ou curta, assim como, cauda desviada para um dos lados, virada para cima, grossa na ponta ou cortada.
Tórax: costelas achatadas ou em barril, falta de largura de peito ou de profundidade, ponta do esterno muito projetada.
Linha Inferior: pouco esgalgada no ventre; tetas não retraídas após o aleitamento.
Anteriores: falta de angulação. Ossatura leve, pobremente musculados. Falta de aprumos.
Ombros: soltos, carregados. Escápula reta (pouco angulada).
Cotovelos: soltos, virados para dentro ou para fora.
Antebraços: arqueados, fora do prumo dos carpos.
Carpos: proeminentes, cedidos, dobrados para a frente.
Metacarpo: muito angulado ou muito escarpado.
Posteriores: angulações muito abertas ou muito fechadas. Jarrete de vaca, muito juntos ou muito afastados.
Jarrete: movimentando virado para fora, articulação frouxa.
Patas: achatadas, espalmadas, longas.
Movimentação: pouca cobertura de solo, movimentação presa, passadas curtas e rápidas, falta de equilíbrio no movimento entre anteriores e posteriores.
Pelagem: pêlo duro, pêlos foscos.
Cor:
Dourado: cor acinzentada, azulada, isabela ou amarelo sujo.
Tigrado: cor de fundo azul prata ou isabela; listas esmaecidas.
Arlequim: cor de fundo salpicada de azul-acinzentado, manchas grandes amarelo-acinzentadas ou azul-acinzentadas.
Preto: preto-amarelo, amarronzado ou azulado.
Azul: azul-amarelado ou empretecido.

FALTAS GRAVES:
Caráter: medo, agressividade, mordedor de medo.
Nariz: leporino, despigmentado.
Dentadura/Dentes: prognatismo, anognatismo, torquês.
Olhos: ectrópio, entrópio.
Cauda: quebrada.
Testículos: inclusos ou muito descidos. Muito pequenos ou mal formados.
Cores:
Dourados e tigrados com manchas brancas na testa, em volta do pescoço, nas patas, "meias", na ponta da cauda.
Azuis com manchas brancas na testa, em torno do pescoço, "meias" e na ponta da cauda.
Arlequins sem qualquer mancha preta (Albinos) assim como cor de pombo; assim chamados porcelanizados ( com manchas em azul, cinza, dourado ou tigrado). O chamado acinzentado (tem a cor de fundo acinzentada com manchas pretas).
Tamanho: abaixo do mínimo.

NOTA: os machos devem apresentar dois testículos de aparência normal, bem desenvolvidos e acomodados na bolsa escrotal.

Compre aqui o seu filhote
Multidog Filhotes de Ces de Raa, Filhotes de Cachorro  venda



Empresa | Filhotes à venda | Entrega de Filhotes | Formas de Pagamento | Qualidade | Contato
Todos os direitos reservados
Multidog Filhotes de Ces de Raa, Filhotes de Cachorro  venda Multidog Filhotes de Ces de Raa, Filhotes de Cachorro  venda Multidog Filhotes de Ces de Raa, Filhotes de Cachorro  venda Multidog Filhotes de Ces de Raa, Filhotes de Cachorro  venda Multidog Filhotes de Ces de Raa, Filhotes de Cachorro  venda Multidog Filhotes de Ces de Raa, Filhotes de Cachorro  venda Multidog Filhotes de Ces de Raa, Filhotes de Cachorro  venda Multidog Filhotes de Ces de Raa, Filhotes de Cachorro  venda Multidog Filhotes de Ces de Raa, Filhotes de Cachorro  venda Multidog Filhotes de Ces de Raa, Filhotes de Cachorro  venda Multidog Filhotes de Ces de Raa, Filhotes de Cachorro  venda